sexta-feira, 16 de maio de 2008

a lista de maria.


a loteria acumulou.
90 milhões de reais. é o prêmio para quem acertar os 6 números.

maria não sabe o que vai fazer se ganhar. primeiro pensou em comprar uma lancha daquelas com um jet-ski agarrado atrás. mas maria mora em minas gerais. e maria sabe-- que se é uma coisa que minas gerais não tem, é litoral. depois maria pensou que poderia comprar uma casa grande. “casa não, mansão.” mas mansão pede mordomo. e maria, leitora fiel de livros policiais, sabe que o assassino é sempre ele, o mordomo. maria espiou a lista de desejos e num honroso terceiro lugar estava lá: “diamante!” assim mesmo, com um ponto de exclamação. mas a exclamação foi breve. Porque maria tinha recentemente assistido o filme dos diamantes com o leonardo di caprio. maria, agora sabendo a origem deles, dos diamantes, perdera um pouco da vontade. Um pouco não, muito. diamantes brilhavam para maria, mas nem tanto. maria olhou novamente para a lista, que já se encontrava toda rabiscada , e viu que já não tinha destino certo para toda aquela fortuna. maria coçou a cabeça. ou melhor, maria coçou a base da nuca, expulsou o ar dos pulmões e chegou a conclusão que não sabia mais o que fazer o prêmio se ganhasse. ficou ali, parada na fila, olhando para aquele mar de gente. e, calmamente, maria deu um passo para a esquerda. não para frente. não para trás. maria saiu da fila. "a vida, cacete...", filosofou maria, "...tem mais graça, quando se tem pelo menos um pentelho que seja, de ambição."

2 comentários:

CARNE disse...

olá!
gostaria de manter contato com vocês! adorei seu desenho e texto, meu amigo Fernando Pellizzaro estagiou na Leo com vocês.
Meu site é www.karentortato.com.br
ABS

CARNE disse...

http://flickr.com/photos/54686575@N00